Não precisamos dizer que a medicina chinesa é bastante sábia, não é?

Afinal, trata-se de conhecimentos milenares.
 
O que estamos trazendo neste post é uma técnica muito interessante feita a partir de pontos específicos dos nossos pés, já que eles estão ligados a vários órgãos do nosso corpo.
 
Sendo assim, se a gente estimular os pontos certos, podemos obter melhoras em nossa saúde.
 
Tai Chong, por exemplo, é um ponto localizado entre o dedão e o segundo dedo do pé, exatamente como está na imagem que ilustra este post.
 
Quando estimulamos este ponto estamos:
 
- Tratando dores de cabeça
 
- Reduzindo estresse
 
- Controlando a raiva
 
- Aliviando dores lombares
 
- Tratando pressão arterial elevada
 
- Aliviando cólicas menstruais
 
- Combatendo dores nos membros
 
- Combatendo insônia e ansiedade
 
- Ajudando o bom funcionamento do fígado
 
- Melhorando os problemas digestivos
 
- Combatendo dor genital
 
- Aliviando dores na cabeça
 
- Agindo contra aftas
 
- Tratando problemas oculares
 
 
Fantástico, não é?
 
Os cientistas chineses comprovaram até que a acupuntura no Tai Chong pode tratar com eficiência problemas de depressão.
 
Para desfrutar dos benefícios, faça o seguinte:
 
Deslize o dedo ao longo do espaço entre o primeiro e o segundo dedo do pé até chegar ao ponto em questão.
 
Feito isso, aplique certa pressão e massageie a área por 2 ou 3 segundos (sempre no sentido anti-horário)
 
Em seguida, dê uma pausa de 5 segundos.
 
Repita esse procedimento várias vezes até atingir o tempo de 2 minutos.
 
Nunca faça este procedimento quando se sentir fraco ou com pouca energia.

 

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.

Seção: 

Publicidade

Imagens vistas recentemente

Entre em contato

Queremos receber sua opinião

Se você tem uma crítica, sugestão ou quer nos indicar uma receita/tratamento caseiro, entre em contato conosco

curapelanaturezablog@gmail.com

Continue conectado

Esclarecimento

Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.