É muito alto o número de pessoas cujo organismo tem carência de vitamina D.

Só para ter uma ideia, estatísticas mostram que 70% das crianças dos EUA têm deficiência de vitamina D!
 
O que isso significa?
 
Que as chances de diabetes, obesidade, hipertensão, esclerose múltipla, artrite e doença cardíaca são grandes.
 
A vitamina D é essencial para o bom funcionamento do corpo e também nos protege contra o câncer.
 
Tanto que a deficiência desta vitamina está ligada a certos tipos de câncer, como o de cólon, próstata, mama e de ovário.
 
A presença adequada de vitamina D permite:
 
- Prevenir o câncer
 
- Reduzir a inflamação
 
- Melhorar o humor
 
- Combater a dor muscular
 
- Melhorar a formação óssea
 
O bom é que a exposição ao sol nos fornece a vitamina de que tanto precisamos.
 
No entanto, isso não é possível a qualquer hora do dia e o ano todo - dependendo da região, é muito importante usar protetor solar para se proteger da radiação solar.
 
Infelizmente, o produto bloqueia 97% da vitamina D que poderíamos receber.
 
O envelhecimento da pele é outro fator que dificulta a produção deste nutriente pelo sol.

Mas vamos lá!
 
Você sabe o quanto é recomendado tomar de vitamina D diariamente?

De acordo com o Dr. Michael Holick, professor de medicina, fisiologia e dermatologia do curso de medicina da Universidade de Boston, 2.000 UI por dia é o suficiente.
 
Algumas pessoas acham exagerado, pois o que se costuma recomendar é entre 200-600 UI por dia, mas o doutor garante que 2.000 UI é totalmente seguro.
 
Ah, também temos outra notícia importante: a vitamina D previne e trata osteoporose.
 
Afinal, a absorção de cálcio depende dessa vitamina.
 
Gostou?
 
Quer saber como obter vitamina D naturalmente?
 
Veja:
 
1. Consuma o tipo certo de vitamina
 
Você precisa saber a diferença entre vitamina D2 e D3, ambas são formas de vitamina D.
 
O problema é que a vitamina D2 é biologicamente inativa, então o recomendado é a D3.
 
2.  Consuma a quantidade certa
 
Se você tem carência de vitamina D, pode consumir 5.000 - 10.000 UI por dia, durante três meses.
 
No entanto, se você está recebendo a quantidade certa de vitamina D, então basta consumir 2.000-4.000 UI.
 
3. Monitore os níveis de vitamina D para chegar ao nível ideal
 
Você precisa ter os níveis de cálcio, fósforo e paratormônio testados a cada três meses, caso esteja consumindo doses elevadas de vitamina D.
 
4. Consuma alimentos que fornecem vitamina D
 
Salmão selvagem cozido tem 360 UI; cavala cozida tem 345 UI; sardinhas enlatadas têm 345 UI; ovos e fígado de bacalhau são ótimas fontes de vitamina D.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Imagens vistas recentemente

Entre em contato

Queremos receber sua opinião

Se você tem uma crítica, sugestão ou quer nos indicar uma receita/tratamento caseiro, entre em contato conosco

curapelanaturezablog@gmail.com

Continue conectado

Esclarecimento

Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.