A canela é muito mais poderosa do que a maioria imagina.

Para você ter noção, na Antiguidade, ela foi considerada mais preciosa do que ouro.

A canela pode ser vendida em pó ou em forma de pedaços de paus secos.

O aroma é agradável e o sabor é doce quente.

Os benefícios dessa maravilhosa especiaria provêm dos óleos essenciais encontrados na casca.

Esses óleos contêm substâncias, como cinamaldeído, acetato de cinamilo e álcool de cinamilo.

Além disso, a canela possui propriedades antimicrobianas, anti-inflamatórias, anti-infecciosas e anticoagulantes.
 
Quer mais?

Trata-se de uma maravilhosa fonte de antioxidantes, polifenóis e minerais, como cálcio, manganês, ferro e fibra alimentar.

Todos esses nutrientes são ótimos para manter o corpo saudável.

A canela é uma fonte natural de açúcar (do bem!), hidratos de carbono, ácidos gordos e aminoácidos.

Agora que você sabe quais são os nutrientes e substâncias que compõem a canela, veja sete vantagens do seu consumo regular:

1. controla os níveis de açúcar no sangue

A canela tem benefícios importantes para as pessoas com diabetes tipo 2.

Por isso, para normalizar os níveis e açúcar no sangue,  consuma meia colher (chá) de canela  diariamente no seu café da manhã.
 
Ela estimula os receptores de insulina e inibe a enzima que inativa, melhorando a capacidade das células de utilizar a glicose.

2. Aumenta a função cerebral

Para que isso ocorra, basta sentir o cheio doce da canela.

Assim, você vai melhorar memória, a concentração e terá pensamentos mais rápidos.

3. Protege contra doenças cardíacas

Devido às suas diferentes propriedades anti-inflamatórias, canela é muito eficaz para proteger o coração de problemas como ataque cardíaco.

Além disso, conserva as artérias, impedindo danos.

Muitos alimentos que consumimos hoje em dia têm bastante gordura, e isso entope as artérias.

Como a canela ajuda a combater o colesterol "ruim", a ação negativa desses alimentos é minimizada um pouco se você consumi-la frequentemente.

4. Melhoria do funcionamento intestinal

A canela é uma excelente fonte de fibras, cálcio e manganês.

A combinação de cálcio e fibras pode melhorar a saúde do cólon.

As fibras ajudam a evitar danos no cólon, causados por certos sais biliares, evitando o câncer na região.

Dessa maneira, alguns sintomas são controlados (intestino irritável,  diarreia e constipação).

5. Ajuda a prevenir o câncer

Estudos têm mostrado que a canela pode reduzir a proliferação de células cancerosas, além de tratar o problema de pessoas que já sofrem com esse mal.

6. Melhora a circulação sanguínea

A canela contém um composto chamado cumarina, que tem propriedades anticoagulantes.

Isso ajuda a melhorar a circulação sanguínea em todo o corpo.

No entanto, o excesso dessa substância pode causar danos ao fígado.

Por isso, consuma canela em pequenas quantidades.

7. Ajuda a tratar as doenças neurodegenerativas

A canela tem propriedades anti-inflamatórias potentes que reduzem a inflamação constante de tecidos internos do cérebro.

Quer mais?

Ela ajuda a tratar ou prevenir uma variedade de doenças neurodegenerativas, como Alzheimer, Parkinson, esclerose múltipla, tumores cerebrais e meningite.

Como consumir a canela corretamente

Todas as manhãs, adicione uma colher (chá) de canela em pó ao suco de limão, a outro suco de fruta ou ao chá de sua escolha.

Você também pode misturar uma colher (chá) de canela em pó a uma colher (sopa) de mel.

O importante é que você passe a consumir uma colher (chá) de canela todos os dias.

Contraindicações: gravidas, mulheres que estão em fase de amamentação e hipertensos não devem consumir esta especiaria.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Imagens vistas recentemente

Entre em contato

Queremos receber sua opinião

Se você tem uma crítica, sugestão ou quer nos indicar uma receita/tratamento caseiro, entre em contato conosco

curapelanaturezablog@gmail.com

Continue conectado

Esclarecimento

Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.