Criar filhos é uma tarefa difícil e muito cansativa.

Muitos pais, por exemplo, têm dificuldade de colocar limites.

Há quem sempre associe “limites” com “opressão”, mas não há nenhuma relação entre essas duas palavras quando o assunto é educar.

A verdade é que colocar limites é o mesmo que guiar a criança para o caminho certo, para o crescimento físico, emocional e espiritual.

Por outro lado, a falta de regras promove o desrespeito, a agressividade e o total desequilíbrio na mente dos pequenos, principalmente quando são frustrados.

É claro que nenhum pai ou mãe nasce sabendo como educar, mas há muitos estudos e pessoas experientes que podem nos orientar:

1. Seja objetivo

Seja objetivo com seu filho.

Evite enrolar muito para dar uma ordem.

Palavras curtas têm os melhores resultados.

2. Dê opções
 
Dê-lhes, de vez em quando, a opção de escolher.

Um exemplo seria: no momento da vestir a roupa, diga: "Você escolhe as roupas para vestir ou eu?".

Dessa forma, a criança pensará que ela tem controle, mas no final acabará fazendo o que você quer.

3. Seja firme

Não é gritar.

É ser firme, falar com seriedade.

As crianças entendem melhor que uma regra é válida não quando você grita ou descabela, mas quando a mantém constante.

Por exemplo, se a hora de dormir é às 21h, então que seja assim todos os dias, para não confundir.

4. Evite dizer “não”

Parece contraditório, já que estamos falando de limites.

No entanto, é bem lógico: a gente sempre diz o que é errado fazer, mas nunca o que é certo.

Experimente falar “na biblioteca, devemos falar baixo”, em vez de “Não grite na biblioteca!”.

Ou “Aqui precisamos andar devagar”, em vez de “Não corra!”.

Uma estratégia simples, não é?

Mas faz toda a diferença.
 
5. Explique o porquê

Quando seu filho entende o motivo da regra, fica muito mais fácil de seguir.

Então, evite justificativas como “porque eu não quero!” ou “porque sou sua mãe”.

6. Não rejeite a criança, rejeite a ação

Isso mesmo!

Nada de ignorar ou falar que seu filho é ruim.

Mostre a ele que ruim é a atitude que ele cometeu.

7. Controle suas emoções

Não fale ou toma alguma atitude enquanto estiver com raiva, pois nessas horas, acabamos falando coisas erradas.

Respire e tente se acalmar.

A melhor forma de enfrentar um problema é com sabedoria.

Outro lado negativo do descontrole emocional é que muitos pais, no calor do momento, acabam cedendo à vontade dos filhos.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Seção: 

Imagens vistas recentemente

Entre em contato

Queremos receber sua opinião

Se você tem uma crítica, sugestão ou quer nos indicar uma receita/tratamento caseiro, entre em contato conosco

curapelanaturezablog@gmail.com

Continue conectado

Esclarecimento

Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.