Sabe aquela dor nas costas e no quadril, causada pela inflamação do nervo ciático?

Cuidado!

Ela pode se espalhar pelo corpo e afetar outros membros.

Isso incomoda tanto que altera a nossa rotina.

O ciático é o maior nervo do corpo e se estende desde a face posterior do quadril, passando pelas nádegas e vai até os dedos dos pés.

Quando ele fica inflamado, causa dor profunda.

Felizmente, podemos contar com muitos exercícios que são capazes de aliviar a dor ciática.

No entanto, antes de começá-los, é importante aquecer o corpo, subindo e descendo as escadas, marchar sem sair do lugar ou até mesmo caminhar, por exemplo.

Aprenda agora dez atividades ideais para combater a dor ciática (assista aos vídeos para facilitar a compreensão):

Exercício 1

Deite-se no chão e dobre os joelhos.

Em seguida, coloque a perna que dói sobre a outra.

Feito isso, segure o tornozelo da perna dobrada e puxe-a lentamente para perto do peito.

Se possível, puxe as duas pernas juntas.

Exercício 2

Em pé, coloque a perna afetada sobre a outra e abaixe o quadril, fazendo um ângulo de 45 graus, enquanto dobra o joelho.

Incline-se com o torso para a frente e estenda os braços para ser paralelo ao chão. Mantenha a coluna reta e segure por trinta a sessenta segundos e depois troque as pernas.

Se não conseguir se equilibrar, encoste-se na parede.

Exercício 3

Deite-se no chão, dobre a perna dolorida e jogue por cima da outra, que deve se manter reta.

Aos poucos, vá virando o corpo para o lado em que a perna dobrada está.

Se você, por exemplo, estiver esticando a perna esquerda, coloque a mão direita na perna dobrada, enquanto a outra mão fica esticada para cima.

Segure por vinte segundos e troque os lados..

Exercício 4

Sente-se no chão, afaste as pernas e deixa-as esticadas.

Feito isso, incline o corpo um pouco para frente e apoie com os cotovelos, como mostra o vídeo abaixo.

A ideia é manter a posição por 30 segundos.

Exercício 5

Este exercício é bem parecido com a famosa “borboleta”.

Cole a sola de um pé no outro, aproxime-os de sua pelve e segure os tornozelos com as mãos trocadas.

Exercício 6

Este também lembra o movimento da borboleta, mas o corpo deve ficar virado.

Deite-se de lado, dobre os joelhos, como se estivesse de conchinha.

Em seguida, levante a perna de cima, sem descolar o pé.

O movimento é este: levantar e baixar a mesma perna 15 vezes.

Exercício 7

Coloque os joelhos e as mãos no chão, alinhadas na altura dos ombros – a ideia é ficar de 6 apoios.

Incline o joelho, da perna afetada, para cima, em direção ao teto.

Depois abaixe a perna lentamente, mas sem tocar no chão.

Repita o movimento 15 vezes.

Exercício 8

Deite-se no chão com a barriga para cima e dobre a perna afetada por cima da outra, como mostra o vídeo.

Se dobrar a perna esquerda, segure-a com o braço direito.Mantenha nessa posição por 30 segundos, depois inverta a perna.

Exercício 9

Coloque os joelhos e as mãos no chão e traga o pé da perna que é afetado sob o tronco e torce-o para o lado oposto. Aponte o joelho para o ombro e abaixe a cabeça para que você toque o chão com a testa.

Para apoio, incline os antebraços no chão.

Estique a perna que não é afetada atrás de você e continue apoiado direto na pelve.

Empurre os quadris para o chão e segure por 30 segundos.

Repita de duas a três vezes.

Exercício 10

Sente-se numa cadeira, dobre uma perna sobre a outra – como os homens costumavam se sentar.

Feito isso, incline-se ligeiramente para a frente, mantendo as costas retas.

Fique assim por 30 segundos, depois vá retornando lentamente para a posição inicial.

Em seguida, repita o mesmo movimento com a outra perna.

ATENÇÃO!

Os exercícios são fáceis, mas o ideal é que você os faça sob o acompanhamento de um competente profissional.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Seção: 

Imagens vistas recentemente

Entre em contato

Queremos receber sua opinião

Se você tem uma crítica, sugestão ou quer nos indicar uma receita/tratamento caseiro, entre em contato conosco

curapelanaturezablog@gmail.com

Continue conectado

Esclarecimento

Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.