Algumas pessoas têm pavor a sangue

Se esse for o seu caso, então a dica que trouxemos pode ajudar muito.

Existem lesões no nosso corpo que fazem  jorrar muito sangue e estancar a hemorragia não é tão simples.

Portanto, o que acha de aprender um truque que para o sangramento em dez segundos?

Antes de mais nada, é importante entender: no sangue humano, há glóbulos vermelhos, brancos e plaquetas.

Quando se trata de coagulação, desses três, as plaquetas são as mais importantes.

Elas são em forma de um disco (ou uma placa).

E, quando ocorre um sangramento, elas reconhecem uma substância liberada pelo corpo e correm em direção ao local da lesão.

Isso acontece sempre que nos ferimos.

Mas há recursos naturais que agilizam o processo.

Para estancar o sangue, em caso de ferimento externo, a protagonista deste post é a pimenta-caiena.

É bem fácil e rápido.

Passe-a um pouco no ferimento e logo ele vai parar de sangrar.

Isso acontece porque a pimenta é muito mais do que um ingrediente de cozinha.

Trata-se de uma poderosa alternativa para combater diversos problemas, como sangramento, enxaqueca, azia, constipação, gripe, dor nas articulações e infecção fúngica.

Além disso, ajuda contra obesidade, inchaço e dores no dente.

Quer mais?

 

Há estudos sobre sua capacidade de prevenir o câncer.

Não é fantástico?

Se você não tem pimenta-caiena em casa, está na hora de acrescentá-la às compras.

Normalmente, ela é encontrada em lojas que vendem especiarias e produtos naturais.

Atenção!

Se o corte for muito profundo, talvez seja necessário alguns "pontos".

Neste caso, dirija-se a uma emergência médica imediatamente.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Seção: 

Imagens vistas recentemente

Entre em contato

Queremos receber sua opinião

Se você tem uma crítica, sugestão ou quer nos indicar uma receita/tratamento caseiro, entre em contato conosco

curapelanaturezablog@gmail.com

Continue conectado

Esclarecimento

Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.